Presente pra usar

Dia desses a gente foi na casa de uns amigos que tem um molequinho. Ele tinha lá um brinquedo que a gente que deu e reparei que o negócio tava todo arregaçado, mordido, sujo, pintado de caneta e suspeito até que um pedaço tenha pegado fogo. De primeira fiquei meio puto pela falta de cuidado, mas pensei um segundos e acabei ficando feliz porque afinal o presente tinha sido usado. MUITO usado. Melhor um brinquedo estropiado na mão a dois zero-Km no armário.

Dia seguinte fomos na festa junina da APAE.
Festa boa, comida boa, monte de gente ajudando a facilitar um pouco as coisas pro pessoal que tem uma vida que já começou difícil.

As coisas foram montadas num parque público grande, com muito espaço pra brincar. O Pedro quase virou do avesso de tanto correr e chutar a bola que ganhou na pescaria. Eu já tava meio de saco cheio de não conseguir tomar meu quentão correndo atrás dele. Ia abrir a boca pra resmungar quando vi um pessoal se empenhando pra colocar um menino na cadeira de rodas. O guri tava feliz por conseguir ver de perto como montavam os cachorros-quentes. Olhei em volta e tinha dezenas como ele. Todos felizes com suas pequenas vitórias do dia.

Calei minha boca e joguei bola com o Pedro até o fim da festa.

Noite de alegria, correria e reflexão.

Eu sou relaxado com religião. Minha mãe pega no meu pé porque “de vez em quando a gente tem que dobrar os joelhos”. Não que eu não seja grato por todo bem em volta e todo mal que passa ao largo. Mas acho que o melhor jeito de celebrar essa riqueza é usando.

Tô falando de sair a pé com seu filho, sujá-lo, pintar a cara dele com abacate. Não ser preguiçoso, enfim. Será que seu tempo de whatsapp diário somado não é maior que o que leva uma volta no quarteirão?

Eu não entendo nada dessas coisas, mas pra mim a maior celebração da vida é usá-la. Eu sei (mesmo) que as vezes precisa da Santa Peppa garantindo meia hora de silêncio pra cozinhar o almoço. Mas é bom lembrar que enquanto vc escolhe um caminho fácil pro seu filho parar quieto em algum lugar tem alguém comemorando porque seu pequeno chegou sozinho no portão de casa depois de 1000 sessões de fisioterapia.

Não economize vida. Se vc acredita que Alguém quer te ouvir agradecendo, suspeito que assim como eu Ele prefira ver o presente que deu ser muito bem usado.

Agora desliga aí e vai passear com sua cria.

* Tirei a foto deste site aqui. Muito interessante pro pessoal da luta diária que citei.

5 Replies to “Presente pra usar”

  1. Sem Palavras, simplesmente maravilhoso.É isso, toda vez que presenciamos fatos com crianças deficientes, queremos mais e mais, dar atenção e brincar com nossos filhos que são fisicamente perfeitos.

  2. Ótima reflexão Flávio! Trabalho com crianças especiais há quase 7 anos e realmente a cada mínimo detalhe de progresso em seu comportamento é uma grande vitória. Hoje sou mae e até estranho o desenvolvimento tao rápido de meu bebê, daí me vem a gratidão por não ser tao difícil como para os pais dos especiais, è duro nosso dia a dia, com toda correria e dificuldades, mas é preciso respirar, refletir e "usar" a vida.
    Bjs

  3. Ótima reflexão Flávio! Trabalho com crianças especiais há quase 7 anos e realmente a cada mínimo detalhe de progresso em seu comportamento é uma grande vitória. Hoje sou mae e até estranho o desenvolvimento tao rápido de meu bebê, daí me vem a gratidão por não ser tao difícil como para os pais dos especiais, è duro nosso dia a dia, com toda correria e dificuldades, mas é preciso respirar, refletir e "usar" a vida.
    Bjs

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *